Qual o Melhor Antioxidante para o Tratamento do Melasma?

8 de dezembro de 2020

2 Comentários

Todo paciente que trata melasma, principalmente aqueles que tratam por conta própria tem curiosidade de saber qual o MELHOR antioxidante oral para o tratamento do melasma?

Ainda não foram publicados estudos científicos que comparem todos os antioxidantes orais para afirmar qual deles é o MELHOR no tratamento do melasma, o que sabemos é que o Polypodium leucotomos foi o primeiro antioxidante oral com mais publicações  com respaldo científico para o tratamento do melasma.

O Polypodium leucotomos é um fitoterápico que pode ter diferentes nomes comerciais (Helioral, Heliocare e Inthos)  e pode ser encontrado já pronto em Drogarias e também em farmácias de manipulação.

Polypodium leucotomos

O Polypodium leucotomos é um antioxidante oral que aumenta a tolerância da pele ao sol, diminuindo a ação dos seus efeitos negativos na pele.

Além dessa fotoproteção da pele, o Polypodium leucotomos também tem outras propriedades:

  • Evita a formação de radicais livres (aqueles que causam envelhecimento precoce e piora do melasma);
  • Inibe a liberação de uma enzima chamada metaloproteinase – enzima responsável pela quebra das fibras de colágeno e elastina;
  • Diminui a ação da tirosinase – uma das enzimas que formam a melanina (pigmento responsável pela formação das manchas escuras);
  • Tem ação antiflamátoria e cicatrizante;
  • Diminuiu a perda de água pela derme, melhorando a hidratação da pele.

Por conta da sua capacidade de minimizar a ação oxidativa (produção de radicais livres) causada pela exposição direta ao sol, o Polypodium leucotomos é um antioxidante oral bastante recomendado em pacientes que encontram-se em tratamento de melasma.

Quanto as dúvidas de vocês em relação a sua posologia (quantas capsulas tomar e como tomar), as orientações irão depender do tipo de exposição, rotina de vida, tipo de melasma, condição do melasma, fase de tratamento e outros antioxidantes já em uso.

Enfim, o Polypodium leucotomos assim como outros antioxidantes orais (Pycnogenol, Luteína, Astaxantina e Resveratrol e outros) não é o milagre que você tanto espera no tratamento do melasma e para quem deseja iniciar o seu uso ou já está em uso por conta própria, recomendo que o seu uso seja preferencialmente por indicação profissional para que você além de não conseguir os resultados esperado também não desperdice seu dinheiro.

Caso você continue com dúvidas sobre esse assunto, então me pergunte que terei prazer em respondê-la.

Beijinhos

2 Comentários em “Qual o Melhor Antioxidante para o Tratamento do Melasma?

Railane Sousa
31 de dezembro de 2020 em 16:45

Querida tudo bem? Desejo um ótimo final de ano cheio de boas esperanças.
Saúde plena pra você e sua família.
Vim deixar meu abraço fraterno, e dizer que amei seu espaço do blog, e essa surpreendente dica de melasma, eu sou apaixonada por fitoterapia, mas confesso que não conhecia esse fitoterapico. Obrigada bjs !

Responder
Maire Sousa
31 de dezembro de 2020 em 17:47

Railane, tudo bem?

Como você visitou o Blog no dia 31 de dezembro/2020 quero te desejar uma ANO NOVO super abençoado para vc e família!

No tratamento do melasma temos inúmeras opções de fitoterápicos com ação antioxidante.

Beijos!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *