Alguns Mitos Sobre Melasma

13 de setembro de 2018

8 Comentários

ALGUNS MITOS SOBRE MELASMA | POR JANETE LEE

Oi, Laluxas!

Estou feliz em retornar aqui no Laluxo para continuar compartilhando com vocês minha vivência de cuidados de beleza! Eu e Maire conversamos e achamos interessante expor o tema melasma, uma vez que nós duas temos melasma controlado e sabemos que tem muitas mulheres muito incomodadas com o melasma.

Para os que ainda não estão familiarizados com o termo “Melasma”, trata-se de uma condição de pigmentação crônica da pele. São manchas amarronzadas que aparecem nas partes da face, como testa, bochechas, parte de cima dos lábios e parte lateral.

Quem convive com as manchas sabe o quanto é difícil e controlá-las, já que a cura ainda não existe. Eu consegui controlar o meu melasma, portanto, vou compartilhar com vocês hoje alguns mitos que envolvem essa temida doença.

  • Mito Número 01: NÃO EXISTE TRATAMENTO PARA O MELASMA

Não é verdade. O melasma ainda não tem cura, mas existem tratamentos. Quem é portador da doença, deve consultar o médico dermatologista, pois ele é capaz de dizer qual será o melhor tratamento para você. Existem vários tipos de melasma. Ele pode aparecer em diferentes camadas da pele, portanto, é necessário uma avaliação médica.

  • Mito Número 02: POSSO USAR O MESMO CLAREADOR QUE O MÉDICO RECEITOU PARA MINHA AMIGA

Definitivamente NÃO. Como dissemos acima, existem vários tipos de melasma, ele pode aparecer na camada mais superficial da pele (epiderme), ou na derme (camada mais profunda da pele). Quando o melasma está na epiderme será mais fácil tratá-lo do que o melasma na derme. A maioria das pessoas tem uma combinação de ambos. Portanto, você precisa consultar o seu médico, pois ele indicará o tratamento ideal para você. Não é recomendável pegar a receita que o médico passou para amiga e manipular para você, sem consultar um médico antes. Isso é falta de sabedoria.

  • Mito Número 03: MELASMA É UMA DOENÇA EXCLUSIVA DE MULHERES

Também não é verdade. O melasma é mais comum nas mulheres, mas os homens também podem desenvolver a doença. Um dado interessante é que o melasma é mais frequente em alguns etnias. Segundo o meu dermatologista (coreano), os brasileiros (triste, né?), indianos, paquistaneses e hispânicos são algumas das etnias mais propensas a desenvolverem a doença.

  • Mito Número 04: MELASMA É CAUSADO POR INTOXICAÇÃO NO ORGANISMO

Eu leio praticamente  isso todos os dias nas redes sociais. definitivamente não é verdade. isso é mais um mito que envolve o melasma. Não há ainda uma causa definida para o melasma, mas o aparecimento das manchas está relacionado, principalmente à exposição solar, a ultravioleta e até mesmo a luz visível, fatores hormonais e predisposição genético.

  • Mito Número 05: APLICAR PROTETOR SOLAR UMA VEZ AO DIA É SUFICIENTE

Mais um mito. Para manter a proteção solar durante todo o dia, sendo necessário a reaplicação do protetor solar a  cada 03 horas. Eu trabalho numa escola, ou seja, não fico exposta diretamente ao sol, mas mesmo assim tenho meu protetor e bases comigo para reaplicar principalmente depois do almoço.

  • Mito Número 06: EXISTE SIM CURA, MAS OS MÉDICOS GUARDAM SEGREDO

Poderia ser verdade , mas não é. Ainda não existe cura. se existisse, com certeza, já teria sido revelada e o médico que descobrisse seria um “herói”, não é mesmo? O bom é que existe tratamento e você pode ficar livre das manchas visíveis com o tratamento ideal para você, como eu e a Maire. Proteção solar todos os dais e constância com os cuidados diários são a melhor pedida para quem tem melasma. Não desanime, visite seu médico e comece a cuidar de você hoje mesmo. Os resultados virão, eu te garanto.

Enfim, gosto de compartilhar minhas vivências e se vocês tiverem alguma dúvida, comentem! Melasma é um tema inesgotável, então aguardem mais pôsteres sobre o tema melasma.

Janete Lee  – (Brasileira morando há vários anos na Coreia do Sul).

Instagram Koreabrasil

Facebook: Madeinkorea David Janete

“O Senhor é o meu pastor e nada me faltará” Salmo 23:1”.

 

 

 

 

 

 

 

 

8 Comentários em “Alguns Mitos Sobre Melasma

Raquel
12 de outubro de 2018 em 16:24

Olá, na minha incansável busca por tratamento contra o melasma encontrei o seu blog e achei incrível suas dicas e mais ainda o retorno que você dá às suas leitoras.
Eu sofro deste terrível mal e não seu mais o que fazer, já fiz todos os tratamento imagináveis e caros que existem, alguns inclusive tendo efeito rebote, ou seja, piorou muito o meu melasma e para quem tem sabe o quanto isso afeta a nossa autoestima, por fim me entreguei e desisti de continuar por uma melhora, pois não conseguia ver nenhum, mas nenhum resultado, no entanto ao ler seu blog renasceu uma esperança e resolvi tentar mais uma vez, já fui a uma dermato que me passou uma fórmula livre de hidroquinona, (não quero mais usar) e o polypodium 500mg/dia.
Vamos ver qual será o resultado.
Mas a minha principal dúvida que gostaria de esclarecer com você é referente ao protetor solar. Tenho lido muito a respeito de protetores asiáticos e visto boas recomendações, inclusive quanto a preços que são bem mais em conta mesmo importando.
Qual site você indica? Pesquisei em alguns e vi o ebay, achei o preço dele muito mais em conta do que outros que em outros sites, sabe informar se os produtos dele são originais?

Obrigada por compartilhar conosco suas dicas e o carinho com que trata suas leitoras.
Gratiadão!!

Responder
Maire Sousa
15 de outubro de 2018 em 14:53

Olá, Raquel! Nossa história tem vários pontos em comum em relação a nossa luta para controlar o melasma e espero que brevemente você também tenha sucesso no seu tratamento. Lembre-se que Todas as coisas contribuem para o bem para o bem daqueles que amam a DEUS (Romanos 8:28), então chegará um tempo que você se tornará uma especialista da sua pele, creio eu que esse dia já chegou considerando essa sua frase: “não quero mais usar hidroquinona”. Como não sei quais foram os procedimentos dermatológicos que você fez, irei citar alguns procedimentos que acho interessantes para controle de melasma que você pode conversar com sua dermatologista (migroagulamento, fotona, spectra e picosure). Além do tratamento para clarear as manchas, acho também ESSENCIAL limpar corretamente (dupla limpeza), fazer fotoproteção correta (aplicar no mínimo 03 camadas de protetor solar- SPF 50+++ E PA++++ associado a maquiagem (pele e oral) e hidratar bem a pele (ácido hialurônico e outros ativos).
Quantos a minha preferência pelos protetores asiáticos eles são EXCELENTES (eficazes – protegem e ainda tratam a pele, mais baratos do que os brasileiros e deixam a pele linda)
Eu compro meus produtos no eBAY (são originais, mais em conta, sem frete e demora para chegar) e também compro no site: japãonaminhacasa (gosto muito do atendimento da dona do site (atenciosa), são originais, os preços são bons, cobra frete e a entrega é mais rápida do que o eBay) e as leitoras do Blog Laluxo tem 5% com o cupom LALUXO5 (Eu não ganho dinheiro com esse cupom, utilizo esse cupom também nas minhas compras).

Enfim, espero ter esclarecido suas dúvidas e precisando de mim e se eu puder colaborar de alguma forma pode me acionar aqui ou nas minhas sociais (@mairesousa).

Deus te abençoe!
Beijinhos!

Responder
Gisela
4 de dezembro de 2018 em 21:14

Boa noite.
Faz uns 4 meses que o tão temido melasma apareceu na minha pele então agora tratamento intensivo.
Em relação a sua rotina de proteção solar fiquei com uma dúvida, vc passa 3 camadas de protetor solar seguidas e depois ainda reaplica a cada 3 horas?
Estou adorando suas dicas,parabéns.

Responder
Maire Sousa
9 de dezembro de 2018 em 13:10

Bom Dia, Gisela!
Vamos manter esse seu melasma dormindo!
Na minha rotina diária (saída para o trabalho ou para resolver alguma coisa ao ar livre) eu aplico 03 camadas generosas de protetor solar com FPS 50 sempre associadas a produtos de maquiagem, de preferência com FPS (base, bb cream, corretivo e pó). Nesse tipo de rotina eu não reaplico o protetor solar e nem a maquiagem, uma vez que os produtos que eu uso são muito bons e conseguem deixar a minha pele protegida e bonita o dia todo.
Na minha rotina de piscina ou praia eu aplico mais de 03 camadas generosas de protetor solar com SPF 50 associadas a maquiagem também com FPS e nesse tipo de rotina eu reaplico sim o protetor solar.
Beijos, Maire.

Responder
Márcia
29 de maio de 2019 em 05:37

Bom dia!
Adorei suas dicas!
Estou usando o Acqua rich da biore, e confesso que percebi uma melhora significante no meu melasma, tenho usado um ácido a base de alfa arbutin mas gostaria de não usar mais, porém tenho dúvidas de qual produto usar daqui pra frente pra manter a pele como está ou até melhorar(é o que mais quero). Poderia me dar dicas?
Tenho pele mista, e queria saber TB quais outros protetores da biore poderia usar TB.
Obrigada

Responder
Maire Sousa
1 de junho de 2019 em 15:50

Oi querida, tudo bem?
Eu sempre diversifico minha rotina de cuidados faciais, ou seja não tenho fidelidade à produtos. Como você, eu também uso o Aqua Rich – BIORÉ (versão 2019). Além dele, também uso protetores solares de outras marcas como:
Sun Project Water Sun Cream – THANK YOU FARM (comprei com Janete – instagram skin_nara);
All-around Safe Block Velvet Finish Sun Milk – MISSHA;
Rohto Tone Up UV Essence Sunscreen – SKIN AQUA.
OBSERVAÇÃO: Todos esses protetores são excelentes e tem proteção máxima SPF 50+ e PA++++.
Se você já conseguiu controlar seu melasma sugiro:
Continuar protegendo sua pele do rosto quando houver exposição direta ao sol (no mínimo 03 camadas generosas de protetor solar SPF 50+ e PA++++ associado a produtos de maquiagem (corretivo em cima das manchas, BB Cream ou Base e finalizar com Pó Facial para selar todas camadas de produtos anteriormente aplicadas na pele) e reaplicar o protetor solar sempre que for necessário. E quando você estiver exposta somente a luz visível (lâmpada, computador, celular e outros) aplicar um produto com cor, pois a cor bloqueia a ação da luz visível.
Proteger também a pele do corpo, principalmente as áreas expostas ao sol.
Hidratar sempre a pele, de preferência com produtos ricos em Ácido Hialurônico, pois uma pele hidratada mancha menos.
Usar um Tônico aquoso à base de ácido (Glicólico ou Retinóico) no cuidado facial noturno, de acordo com avaliação do profissional que cuida da sua pele.
Usar antioxidantes orais e tópicos de acordo com a avaliação do profissional que cuida da sua pele.
Usar óleos faciais (Rosa Mosqueta, Picnogenol e outros) também conforme orientação do profissional que cuida da sua pele.

Quanto a oleosidade da sua pele para você controlá-la sugiro a realização da DUPLA LIMPEZA (Cleasing Oil + Sabonete Facial) e depois aplicar um Tônico ou Água Termal (gosto da Água Termal de Gerânio da marca WNF).

Marcinha, com esses cuidados faciais contínuos (diários) a qualidade da sua pele irá melhorar significamento (muito mesmo) e lembre-se sempre de conversar com o profissional que cuida da sua pele, inclusive também compartilhando o conhecimento que você tem com ele para juntos decidirem qual a melhor opção de tratamento (uso de ativos clareadores) para tratar sua pele.

Beijinhos.

Responder
Sara Alessandra Barbosa de Albuquerque
4 de janeiro de 2021 em 20:28

Boa noite, meu nome é Sara Alessandra.
Desde 2018 as manchas surgiram e eu vou venho observando o agravo delas. Bom eu ainda não sei qual o motivo, pois não me exponho ao sol, nunca engravidei, nunca usei anticoncepcionais.. e as mechas só pioram, preciso de ajuda.. Você aconselha o peeling rose de Mer?

Responder
Maire Sousa
5 de janeiro de 2021 em 12:15

Olá, Sara!

Tudo bem?

O MELASMA é uma doença multifatorial, ou seja, pode ser causada por vários fatores e atualmente já foram identificados mais de 39 fatores que podem causar ou agravar o MELASMA.

Tenho certeza que um profissional especialista em MELASMA através de uma consulta minuciosa consegue identificar qual ou quais fatores podem está contribuindo para piora do seu MELASMA.

Profissionalmente não recomendo o Peeling do Rose Mer, uma vez que o SUCESSO do tratamento do MELASMA envolve disciplina do paciente contínua e associação de tratamento oral + tratamento tópico com clareadores não agressivos junto com uma fotoproteção adequada.

Conclusão: tratamento milagrosos NÃO CONTROLAM MELASMA!

Espero que você consiga controlar o seu MELASMA brevemente, caso, você não consiga agende uma consulta comigo.

Obrigada pela visita!

Beijos.

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *